Em geral, um resultado da pesquisa do Google direcionará a busca para a página canônica (a menos que uma das cópias seja claramente mais adequada para o usuário). Por exemplo, o resultado da pesquisa provavelmente levará a uma página para dispositivos móveis se o usuário estiver usando esse tipo de dispositivo, mesmo que a página para computadores esteja marcada como canônica.

Quando o Googlebot indexa um site, ele tenta determinar o conteúdo principal de cada página. Caso o bot de rastreamento encontre várias páginas no mesmo site que pareçam ser iguais, ele escolherá aquela que acredita ser a mais completa e útil e a marcará como canônica. A página canônica será rastreada com mais frequência, e as cópias, com menos, para reduzir a carga de rastreamento do Google no site.

O Google escolhe a página canônica com base em uma série de fatores (ou sinais), como a exibição da página por HTTP ou HTTPS, a qualidade da página, a presença do URL em um sitemap e a inclusão de qualquer marcação rel=canonical. É possível indicar sua preferência usando essas técnicas. No entanto, o Google pode escolher outra página como canônica por vários motivos.

Unir URLs duplicados com versões canônicas | Central da Pesquisa Google | Documentação | Google Developers
Quando um site tem conteúdo duplicado, o Google escolhe o URL canônico. Saiba mais sobre URLs canônicos e como unir URLs duplicados.

Veja algumas das melhores práticas para URLs do seu site no post O que é URL?

URL: SEO para URLs e Links do seu site
Para uma navegação mais amigável, vale a pena investir tempo e penso na estrutura das URLs e Links do seu site.
URL canônica: o que é e quando ela deve ser usada?
URL canônica é escolher o melhor endereço para uma página. Essa técnica de SEO melhora o ranqueamento do seu blog e ajuda a gerar mais resultados. Confira!